29.6.10

Espanha 1 - Portugal 0

Parabéns à Espanha.
Coentrão a revelação da nossa selecção neste mundial.
Pedro Mendes devia ter jogado, Pepe não.
Paulo Ferreira devia ter jogado, Ricardo Costa não.
Ronaldo não jogou.
Deco cumpriu no banco um jogo de castigo por palavras a Queiroz.
Quando Hugo Almeida saiu, Casillas também deve ter saído, pois nunca mais o vimos.
Eduardo merece o respeito de um país.
Viva Portugal!

1 comentário:

Ricky disse...

Antes de mais h... Ver maisá que dar os "sinceros parabéns", não à Espanha, mas sim ao Carlos Queirós pela nossa eliminação do mundial, o Carlos Queirós friso deve levar todos os louvores e condecorações para a nossa brilhante eliminação. Pois quem entra com Pepe para trinco, ainda por cima nem devia ter ido ao mundial, era impossível estar em condições, não pensem que não gosto do Pepe, acho um bom defesa central, isso defesa central, não um médio e coloca Ricardo Costa a defesa direito, quando foi dos piores contra o Brasil e se tem Pedro Mendes para médio e Paulo Ferreira ou Miguel para defesa direito mostra logo que a intenção não é passar, mas sim dar a entregar a vitória à Espanha, já para não falar que pareceu-me nítida a intenção de "queimar" o Ronaldo na sua absurda táctica. Depois no jogo faz a "borrada" de tirar o Hugo Almeida, quando vi o que ele ia fazer, percebi ainda mais que a sua intenção não era ganhar, tirou o único jogador que segurava a defesa da Espanha atrás e tira-o para meter o Danny, um jogador que sinceramente não me lembro de o ver fazer nada de nada, não consigo ver um único lance dele em que fizesse algo de bom, em nenhum dos jogos anteriores. Carlos Queirós faça um grande favor ao Povo Português e demita-se, digo mais até o grande "cepo" do Mário Reis conseguia o mesmo desempenho e ainda poupava uns valentes "cobres" aos cofres da federação. Pois é Carlos Queirós na 1º passagem quis varrer a federação e agora o que é que quererá varrer? Simples só se tem que varrer a ele próprio. Sinceramente já previa tudo isto desde que soube que Carlos Queirós iria nos guiar na qualificação para o mundial, depois a sua "ridícula" convocatória, friso "ridícula" convocatória deixando alguns jogadores de fora, como Moutinho entre outros e levando outros como Ricardo Costa, Pepe entre outros. Considero um péssimo mundial, que nem a vitória por expressivos 7-0 frente à Coreia do Norte o conseguem disfarçar. Houve no entanto 2 jogadores que superaram todas as expectativas que haviam sobre eles, o Eduardo que esteve fantástico e o Coentrão com toda a raça que colocou em todos os jogos.
Com o Queirós a continuar à frente da selecção prevejo o pior para a selecção e uma "travessia no deserto" por alguns anos, se o querem que o metam a trabalhar com os "putos" ou no seu gabinete mas que deixe o cargo de seleccionador para alguém com capacidade e com competência.
Mesmo com todo o meu tamanho desapontamento com Carlos Queirós, nunca deixei de sempre torcer para que Portugal ganhasse em todos os jogos, mas não pude ir deixando de ficar desanimado ao ir vendo que Carlos Queirós não entrava nos jogos para ganhar e isso é algo que o povo português não gosta, pois o povo português gosta de ver a selecção fazer tudo por tudo para ganhar entrando em campo com essa filosofia. Na verdade Carlos Queirós não passa de um treinador teórico que não consegue colocar em prática os conhecimentos e torna-se casmurro e digo também que talvez um pouco "burro".
Termino novamente com os meu sinceros e fervorosos "parabéns" a Carlos Queirós pela iluminação do Mundial 2010 que a ele de deve por completo.
Se querem saber qual a sua intenção ao fazer isto e porque o terá feito, só tenho a dizer: Perguntem ao Carlos Queirós