15.6.10

Costa do Marfim 0 - Portugal 0

Portugal não mereceu ganhar.
Faltou genialidade ao jogo português.
Coentrão e Meireles: a raça que Portugal vai precisar para seguir em frente.

1 comentário:

Ricky disse...

Mais uma vez ficou provado que o nosso seleccionador, Carlos Queir... Ver maisós é bom na "secretaria" onde elabora os seus estudos, aí sim ele é bastante bom, no campo falta-lhe carisma, audácia e imprevisibilidade. Depois bem com desculpas de que a Costa do Marfim eram 11 a defender, ele que inove e não seja previsível . Ontem mais uma vez falhou redondamente tacticamente e na escolha do 11, pois podia ter surpreendido a Costa do Marfim entrando com 2 pontas-de-lanças, pois Liedson sozinho a lutar contra aqueles "troncos" marfinenses seria difícil sair alguma coisa, e com o apoio de Hugo Almeida, o Liédson podia ter brilhado, pois ficaria mais livre, e depois Danny era jogador para entrar na 2º parte fresco e nunca jogar de início. Queirós devia ter dado um pouco mais de liberdade também a Conterão para subir, que apesar de tudo um dos melhores a par do Raul Meireles. Provavelmente a jogar desta maneira vamos também "encalhar" no próximo jogo contra os norte coreanos. É pena porque mesmo sem termos uma selecção tão equilibrada como as anteriores, com um treinador a sério, podia-mos mesmo com estes e outros que não foram fazer coisas "engraçadas". O calcanhar de "aquiles" de Portugal é sem dúvida o Carlos Queirós.